Sentir

Falar, agir, são coisas que aos olhos de uns são simples gestos, comuns, fáceis. Pensar, vagar se perder em imagens gravadas como um filme. Creio que lembranças são marcantes, boas, assim como ruins, de acordo com as circunstancias. Acredito que elas podem ser piores que o próprio fim. Não por serem desagradáveis, mais sim porque se lembrar de algo que não acontecerá denovo é doloroso e decepcionante.

Apesar de tudo, aprender a conviver com os altos e baixos é essencial, mesmo sendo angustiante. Aprender com os fatos, com as experiências e crescer, a capacidade de se erguer, se transformar para melhor, é algo único.

Ser humano, é alegra-se por sua vitória, é chorar por suas derrotas, é magoar-se com ações de pessoas queridas, é ser generoso com quem precisa de apoio. Afinal, somos marionetes, presas nas teias de nossas próprias emoções, como bonecos de porcelana, lindos e frágeis, e ao mesmo tempo, fortes como o pilar que apóia um teto.

7 comentários:

Matt Soeiro disse...

As vezes eu me vejo diante de situações que me deixam louco. Fazer uma pessoa sentir sentimentos que eu sempre tive medo de sentir e sentimentos que eu sempre quis sentir, me deixa com medo de feri-la. Mas jamais deixarei de ama-la.

Unknown disse...

realmente, ae diz tudo ^~

Unknown disse...

Não sei se é impressão minha mas esse texto é aquele tu fez outro dia no meio da aula. uashuashuashus
Esse texto expressa os sentimentos de todos. Pode não ser tudo, mas cada pessoa se identificará com algo escrito aí.

Adorei.

Hannah (@tortadecereja) disse...

Ser humano é, também - para mim -. acima de tudo, amar e ser amado, de uma forma que não nos impede de magoar e sermos magoados. Porque de maneira que não queremos ser machucados, acabamos machucando o que amamos; ou de forma que não queremos machucar, terminamos por dilacerar-nos a nós mesmos.
Por fim, ser "como marionetes de nossas próprias emoções", ao meu ver, é apenas uma sina particular e habitual a qual todos nós temos de ceder, pois é algo que não muda, a menos que você seja um cubo de gelo.

Gostei,
beijo.

Thybério Bastos disse...

É triste que ninguém consiga aprender a conviver com os altos e baixos... O ser humano nunca consegue conviver com os baixos da vida, e em alguns casos, com os altos. Mas de certa forma, tentar conviver dessa forma é o primeiro passo...

Unknown disse...

O post somado ao comentário de Thybério expressam exatamente o que penso atualmente.
Belo texto, palavras sutis, contudo sinceras e verdadeiras ^^
Beijos

Kika (A.K.A Érika Oliveira) disse...

Somando ao comentário de Thybério. Bonito texto :)